CONTE-ME HISTÓRIAS, DÊ-ME ESPERANÇA!

CONTE-ME HISTÓRIAS, DÊ-ME ESPERANÇA!
13 de abril de 2021 Escola Cristã Jundiaí

Eu me lembro com alegria quando sentávamos na varanda e meu avô contava suas histórias. Ele havia sido um fazendeiro nos tempos dos “coronéis” nordestinos. Tinha um misto de aventura e terror no que ele relatava, mas era muito divertido ouvi-lo. Mais que isso, aquelas histórias me ajudavam a conhecê-lo e me aproximar mais dele. Isso me faz pensar sobre a importância de contarmos aos filhos histórias reais sobre Deus para que eles O conheçam.

Desde cedo minha esposa e eu nos revezávamos em contar histórias bíblicas que revelavam algo sobre o caráter e o poder de Deus. À medida que nossas crianças foram crescendo, incluímos também nossas próprias histórias. Contamos sobre nossos encontros com o criador e tudo o que descobrimos sobre Ele em nossa jornada pessoal. Falamos sobre os lugares onde Ele nos levou, as pessoas que Ele nos apresentou e como em cada experiência percebemos os cenários que o Senhor montou para se revelar um pouco mais para nós. Numa terceira etapa ajudamos nossos filhos a buscarem suas próprias histórias. Ensinamos a terem seu tempo pessoal e diário com Deus, promovemos acampamentos com outros da idade deles e foi muito especial ouvi-los contarem suas próprias aventuras com o Pai. Passamos então a planejar nossas missões em família e é assim que temos vivido: conhecemos juntos o nosso pessoal e admirável Deus. Nossos filhos aprenderam conosco e agora nós também aprendemos com eles.

Nesse tempo de crise mundial, as circunstâncias podem fazer nossos filhos pensarem que Deus está longe e não é capaz de agir no meio do caos. Mas aqueles que conheceram a Deus e viram seus poderosos feitos em outros tempos, têm fé para atravessar qualquer tempo. Ele é o Deus que criou vida onde nada havia, que deu formas quando nenhuma delas existia. Ele é o Senhor que disciplinou Seu povo quando esse se desviava e que o socorria quando estava em perigo. Ele é aquele capaz de andar sobre as águas e dizer ao mar tempestuoso que se acalme. Ele é o multiplicador de pães e peixes, o curador de doenças terminais e o ressuscitador de mortos. Quando não O vemos agindo como antes, a lembrança de quem Ele é e de tudo o que já fez mantém nossa fé viva e seu amor aceso até que consigamos ver seu agir novamente. Como está escrito no livro dos Salmos*, “(…) o que ouvimos e aprendemos, o que nos ensinaram nossos pais, contaremos às vindouras gerações”. Não sei quantas histórias de fantasias têm alimentado a mente de seus filhos nesse tempo. Não sei quantos filmes e séries vocês já maratonaram. Mas deixe-me lembrar: Deus é real, Jesus está vivo e as histórias reais sobre Deus têm poder real de transformar mentes, consolar corações e definir destinos daqueles que crerem. Que tal trocar fantasias por realidades eternas? Que tal trocar tempo diante de telas ou conversas sobre problemas e tragédias por conversas alegres e surpreendentes sobre os feitos de Deus? Na Bíblia há outro texto muito precioso: “(…) quero trazer à memória o que me pode dar Esperança”**. Em seus tempos em família, aproveite para contar experiências reais sobre quem é Jesus e o que Ele é capaz de fazer. A esperança pode invadir sua casa e a fé pode sustentar sua família. Faça do ficar em casa um tempo para você e seus filhos conhecerem a Deus lembrando-se de seus poderosos feitos.

Como fazer isso? Vocês podem começar pelas histórias contadas no Evangelho de Lucas ou de João. Além disso, podem compartilhar histórias pessoais e convidar amigos (mesmo on-line) que viveram belas histórias com Deus para compartilharem com seus filhos. Uma certa ocasião dois seguidores de Jesus estavam conversando sobre o que havia acontecido nos dias da morte e ressurreição dele. De repente foram surpreendidos pelo próprio Jesus no meio deles explicando o que eles não entendiam a respeito dos últimos acontecimentos. Já pensou se isso acontecer em sua casa? O próprio Jesus contando o que vocês estão precisando saber? Lembre-se, conte e experimente a esperança que vem da maravilhosa presença de Deus em sua casa.

Grande abraço,

Tony Felicio

 

Para conversar em família:

  1. Qual a história bíblica sobre Deus que você mais admira?
  2. Qual a experiência com Deus que mais marcou sua vida?

 

* Salmo 78.3,4

**Lamentações 3.21