COMO FAZER DA CASA UM LAR DE PAZ?

COMO FAZER DA CASA UM LAR DE PAZ?
23 de novembro de 2020 Escola Cristã Jundiaí

Série:  Perguntas Importantes – parte 2

Paz é um bem precioso e muito raro hoje em dia. A agitação da Pós-Modernidade tem sido mais poderosa que a tranquilidade almejada pelas almas mais sinceras. O aumento dos conflitos tem sido outra marca desse tempo. Acúmulo de atividades, pouco relacionamento e o consequente aumento do estresse tem feito as famílias não experimentarem o verdadeiro conceito de lar.

Lar é o lugar ao qual pertencemos. É onde sentimos segurança e tranquilidade. Quando estamos fora queremos voltar, quando estamos dentro relutamos em sair. O lar tem tudo de que precisamos: pessoas que amamos e que nos amam, alimento para matar a fome sempre que ela bate à porta, um cantinho confortável para reclinar a cabeça quando o sono vem. Quando o lar é assim, a escola deixa de ser o melhor lugar para os filhos, o trabalho deixa de ser o lugar de refúgio para homens e mulheres, os bares e baladas deixam de ser o ambiente alegre que os jovens procuram. 

Quem não tem um lar não desenvolve o senso de pertença, não cria vínculos profundos, não consegue permanecer muito tempo em seus empregos. Tende a desfazer compromissos, ignorar projetos de longo prazo e perder-se em suas escolhas com mais facilidade. 

Então como construir esse tipo de lar? Esse ambiente não é encontrado naturalmente, precisa ser construído. Quando Jesus chegou como homem na Terra, percebeu o quanto as pessoas estavam aflitas e perdidas. Não havia a Pós-Modernidade, mas já existiam as “muitas coisas”. Havia, entretanto, um lugar que Jesus considerava um lar para ele em uma cidade chamada Betânia. Era a casa de três irmãos muito próximos dele. Como base nas histórias de Jesus com essa família, vou colocar aqui alguns passos para fazer da casa um lar. 

  1. Faça de Jesus o centro do seu lar. Conhecemos muito pouco sobre a realidade da casa daqueles três irmãos, mas sabemos que eles eram muito obedientes a Jesus. Se você deseja ter um lar, precisa deixar Jesus governar a casa. Assim como uma nação em guerra tem paz quando seu governo é justo e amoroso com seu povo, a casa que Jesus governa é um lar de paz. Ele disse: “Deixo-vos a minha paz…”. Jesus governar significa que Ele tem a palavra inicial e final em qualquer questão.  Um lar assim não tem conflito que possa destruir. O rei Jesus sempre estabelece sua paz. 
  2. Ame os seus com amor incondicional. Jesus considerava Lázaro e suas irmãs seus amigos. Eles não eram perfeitos, mas eram amados. Os conflitos são potencializados quando centramos os relacionamentos em expectativas pessoais. Troque as expectativas pela decisão de amar e trabalhe para que todos na família façam o mesmo. Prefiram acolher a ter sempre razão. Não abra mão do que é certo, mas, antes, decida não abrir mão das pessoas. Assim, a casa será um ambiente de aconchego e não de acusação. Num ambiente de amor, até a correção tem seu lugar e se torna mais fácil. 
  3. Deixe sua casa livre dos conflitos de fora. Quando Jesus estava enfrentando sérios problemas em Jerusalém, ele decidiu ir para a casa de Lázaro, Marta e Maria para descansar. Ali prepararam uma mesa para ele e os problemas ficaram do lado de fora. Para construir um lar, não leve para casa problemas que devem ser resolvidos fora de lá. Você pode até conversar em algum momento específico para pedir ajuda ou apenas para que alguém ore por você, mas não haja como se o problema fosse com as pessoas de sua família. Elimine aquela velha ideia de descontar em casa o que viveu durante o dia. O lar é o lugar da mesa, do acolhimento de uns pelos outros. Assim todos encontram descanso.
  4. Quando um problema afetar a família, todos devem enfrentá-lo juntos. Lázaro adoeceu e veio a falecer. Jesus veio, encontrou-se com Marta e Maria e decidiu envolver-se com a dor delas até resolver tudo. Ele ressuscitou Lázaro. Se um filho sabe que será ajudado quando enfrentar um problema, ele não terá dificuldade em expor isso em casa. Num lar, o problema de um é o problema de todos, e todos se envolvem. O individualismo tem produzido pessoas solitárias e perdidas. No lar, isso não acontece. Se um chora, todos choram até que todos possam sorrir.
  5. Façam coisas legais juntos. Brincar, jogar conversa fora, dar risada das piadas do outro (mesmo que sejam sem graça), fazer coisas que sejam prazerosas para todos ajuda a tornar o ambiente da família  um lar. 

Que tal ampliar o investimento em seu lar? Nesses tempos de pandemia, em que o ficar em casa é obrigatório, construir uma realidade de lar pode ser um excelente projeto a ser cumprido.

 

Tony Felicio

Conselheiro Escolar

[email protected]